Prevenção na cozinha

A cozinha constitui o local mais perigoso da casa para as crianças, pois é nela que se produz a maioria dos acidentes domésticos, o que justifica o facto de haver quem considere que se deveria evitar a entrada da criança na cozinha...

Generalidades

Topo A cozinha está cheia de potenciais riscos para as crianças: lume ou tachos quentes, facas e outros utensílios cortantes, produtos de limpeza tóxicos, cada vez mais aparelhos electro-domésticos... A cozinha é constituída por inúmeras coisas pelas quais as crianças sentem uma grande atracção, sobretudo quando a curiosidade e a sua tendência para a imitação fazem com que queiram mexer em todos os elementos em que os adultos tocam e que tentem fazer tudo o que eles fazem. Para além disso, a mãe está, na maioria das vezes, tão distraída e ocupada nos seus afazeres que não consegue estar constantemente a vigiar a criança - por isso, há quem prefira colocar uma porta de segurança baixa na entrada da cozinha que, embora as crianças possam ver o que se passa na cozinha, impeça a sua passagem. Como é óbvio, existem outros que consideram não ser necessário chegar a este extremo, devendo-se apenas proceder à adopção de uma série de precauções que minimizem os perigos, embora não se deva perder de vista as crianças que estejam na cozinha, já que estas nunca devem permanecer aí sozinhas. Não se deve igualmente deixar a criança entrar na cozinha quando o chão estiver molhado ou andar livremente de um lado para o outro quando os adultos tiverem elementos tão perigosos como facas nas suas mãos e transportem recipientes quentes...

Queimaduras

Topo Entre os principais perigos que a cozinha proporciona às crianças, deve-se destacar as queimaduras, pois como as crianças têm uma grande curiosidade pelo que se passa nos fogões e não hesitam em tocar nos tachos com líquido a ferver, deve-se adoptar as devidas precauções. Em primeiro lugar, deve-se assegurar que a bancada da cozinha é estável, de preferência fixa ao chão ou à parede, tendo em conta que, caso a criança balance ou se empoleire, os recipientes que estão sobre a bancada podem cair-lhe em cima. Para além disso, enquanto cozinham, os pais devem sempre evitar que os cabos das frigideiras ou tachos sobressaiam - existe a possibilidade de a criança poder agarrá-los e virá-los com facilidade, levando com o conteúdo dos recipientes, convém assim manter os cabos virados para o centro. No entanto, o melhor a fazer é colocar uma protecção à volta da bancada que impeça totalmente o acesso da criança ao fogão e manter recolhidos todos os recipientes que estejam em cima do balcão. Deve-se igualmente adoptar algumas precauções nas refeições, pois convém que os pais se certifiquem de que a criança não se coloca à frente enquanto levam recipientes com líquido ou comida quentes e coloquem os recipientes com alimentos quentes no centro da mesa, fora do alcance da criança. Por outro lado, embora seja preferível que os pais não utilizem toalhas de mesa, caso as utilizem, devem ser curtas, de modo a não ficarem penduradas, já que a criança pode puxar a toalha e cair-lhe em cima tudo o que se encontra na mesa.

Intoxicações

Topo Na cozinha, costuma-se utilizar e guardar uma quantidade de produtos de limpeza perigosos, que podem ser irritantes, caso entrem em contacto com a pele e olhos e cuja ingestão ou inalação pode tornar-se tóxica: detergentes e geles líquidos ou em pó, lava-louças, lixívia, dissolventes... Como todos os produtos de limpeza devem ser considerados potencialmente tóxicos, devem ser mantidos fora do alcance das crianças. O melhor é armazená-los num armário alto, de preferência fechado à chave. Por outro lado, caso sejam guardados num armário baixo, deve-se instalar um sistema de abertura para que as crianças não o consigam abrir.

De qualquer forma, convém adoptar outras precauções, porque existe sempre a possibilidade de um descuido. Por exemplo, deve-se seleccionar produtos de limpeza cujas embalagens tenham fechos de segurança, o que as torna praticamente impossíveis de abrir para as crianças. Para além disso, deve-se explicar desde muito cedo à criança os símbolos das etiquetas que indicam perigo, que se trata de um tóxico ou um veneno. Como é óbvio, nunca se deve colocar produtos de limpeza em garrafas ou embalagens comuns, sobretudo de utilização alimentar, já que as crianças e mesmo os adultos podem sofrer graves danos por pensarem que estão a beber água ou leite...

Informações adicionais

Prevenir cortes

Topo

Dado que a cozinha tem, para além das facas, inúmeros utensílios afiados ou pontiagudos que constituem um grande perigo nas mãos das crianças, deve-se ter sempre o cuidado de não os deixar em local ao seu alcance e guardá-los numa gaveta não acessível às crianças. Quando a criança já for mais crescida e quiser colaborar nas tarefas domésticas, por exemplo ao pôr a mesa, os pais devem explicar-lhe claramente o perigo que as facas representam e ensiná-la a manipulá-las com segurança, já que caso a apontem para o seu próprio corpo enquanto a seguram, basta um simples tropeção para que ocorra uma tragédia.

Electrodomésticos

Topo

Entre os vários electrodomésticos normalmente presentes na cozinha, existem muitos que representam um grande perigo para as crianças, tanto pelo seu próprio funcionamento (torradeira, varinha, batedeira, cafeteira...) como pelo seu potencial risco de descarga eléctrica. Em primeiro lugar, deve-se controlar regularmente todos os aparelhos e verificar se funcionam bem e se os seus cabos e tomadas estão em bom estado, porque existe sempre a possibilidade de as crianças lhes tocarem. Para que não sejam tão acessíveis, os electrodomésticos devem ter cabos em espiral ou curtos. Caso algum dos electrodomésticos tenha um cabo muito comprido, deve-se colocá-lo num suporte onde se possa enrolar o cabo para que fique fora do alcance das crianças. Deve-se igualmente desligar os electrodomésticos quando estes não estiverem a ser utilizados e certificar-se de que não ficam quaisquer tomadas destapadas quando não estiver nada ligado, pois convém tapá-las com protectores. Quando a criança é mais crescida, antes de lhe permitir utilizar um aparelho, deve-se verificar que compreende bem o seu funcionamento e o utiliza com prudência.

Para saber mais consulte o seu Pediatra
Este artigo foi útil?
Artigos relacionados
Procurar Médicos
Precisa de ajuda?
Porque perguntamos?
PEDIATRASVer todos
Dor lombar e ciática Aparelho locomotor/exercício físico
Dor cervical Aparelho locomotor/exercício físico
Artrose Aparelho locomotor/exercício físico
Nódulos e pólipos das cordas vocais Aparelho respiratório/glândulas endócrinas
Lesões dos meniscos Aparelho locomotor/exercício físico
Tumores benignos do ovário Aparelho reprodutor/sexualidade