Alimentação infantil

A adopção de uma alimentação adequada e a aprendizagem de hábitos alimentares saudáveis são essenciais na infância.

Do ponto de vista físico e psicológico, os primeiros anos da vida são os mais activos: à medida que o corpo vai crescendo, vai-se produzindo um igualmente significativo amadurecimento neurológico e emocional.

Como é óbvio, esta espectacular transformação do recém-nascido numa criança e, posteriormente, num adolescente apenas ocorre de maneira harmoniosa se a sua alimentação lhe fornecer os nutrientes necessários para cada uma das etapas.

Até aos 3 ou 4 meses, o bebé deve alimentar-se exclusivamente à base de leite. A amamentação natural constitui, como é óbvio, a melhor opção, já que o contacto com o seio da mãe é muito positivo para o seu amadurecimento psicológico e afectivo. Todavia, caso esta situação não seja, por alguma razão, possível, pode-se optar pela administração de leite adaptado, um alimento de composição nutritiva semelhante ao materno.

Em seguida, entre os 4 e os 6 meses de idade, numa fase em que também se inicia uma progressiva ablactação, deve-se começar a introduzir gradualmente outros alimentos que complementem e substituam o leite. O bebé apenas é capaz de ingerir praticamente qualquer tipo de alimento a partir do primeiro ano de idade, altura em que inicia o treino da deglutição.

Ao longo do próximo capítulo iremos abordar detalhadamente as várias fases da alimentação dos bebés e expor algumas dúvidas e problemas frequentes relacionados com estes temas. Como é óbvio, o conhecimento destas questões irá ajudar a compreender em que consiste uma alimentação saudável durante a infância e como se pode levar um bebé a adoptar hábitos alimentares saudáveis.
Para saber mais consulte o seu Pediatra
Este artigo foi útil?
Artigos relacionados
Procurar Médicos
Precisa de ajuda?
Porque perguntamos?
PEDIATRASVer todos
Dor lombar e ciática Aparelho locomotor/exercício físico
Dor cervical Aparelho locomotor/exercício físico
Artrose Aparelho locomotor/exercício físico
Nódulos e pólipos das cordas vocais Aparelho respiratório/glândulas endócrinas
Lesões dos meniscos Aparelho locomotor/exercício físico
Tumores benignos do ovário Aparelho reprodutor/sexualidade