Abdómen agudo

Abdómen agudo é um termo que os médicos utilizam para designar um grave quadro clínico que constitui uma emergência, muitas vezes cirúrgica, de origem muito variada.

Abdómen agudo é um termo que os médicos utilizam para designar um grave quadro clínico que constitui uma emergência, muitas vezes cirúrgica, de origem muito variada. São numerosas e diversas as possíveis causas desta grave situação, caracterizada pelo aparecimento brusco de uma dor intensa e persistente, acompanhada geralmente de vómitos, rigidez da parede abdominal e aumento da temperatura.

Na realidade, ao falar de abdómen agudo não se está a fazer referência propriamente a uma doença, mas sim ao diagnóstico inicial de um quadro potencialmente muito perigoso que requer um exame médico de emergência para determinar a sua origem e levar a cabo o tratamento oportuno. Existem ocasiões em que se pode determinar a origem, a sua causa, através de um exame físico e certos exames complementares, como análises ao sangue ou radiografias ao abdómen. Mas isso não é o mais comum: na maior parte dos casos, é preciso levar a cabo uma intervenção cirúrgica exploratória para descobrir o motivo dos incómodos agudos e, se corresponder, solucionar de imediato a doença de base.

A conduta dos médicos perante um quadro de abdómen agudo costuma conduzir-se por uma premissa fundamental: não se pode perder tempo, é preferível operar sem saber com exactidão o que tem o paciente, para averiguar o quanto antes, mesmo que depois se comprove que a intervenção não era assim tão indispensável. Não se deve estranhar que ocasionalmente, à saída da sala de operações, o cirurgião comente que foi falso alarme, que o problema de base não era perigoso - é melhor que assim seja, porque nem todos os casos são tão simples, nem o final é tão favorável.

Sempre que se fala de abdómen agudo, trata-se de uma situação potencialmente muito grave, perante a qual se requer uma actuação terapêutica sem demora: não são só os clínicos que devem acelerar a sua actuação, como também o próprio afectado, pois qualquer pessoa que subitamente sinta uma intensa dor abdominal persistente não deve perder tempo e consultar o médico imediatamente.

Informações adicionais

Colaboração necessária

Topo

Para facilitar o diagnóstico da patologia causal, o paciente ou os seus familiares podem ajudar muito o médico se lhe comunicarem alguns pontos de grande interesse:

• Os factores que possam ter desencadeado a situação: alguma refeição farta, algum esforço...

• Forma de aparecimento da dor: se foi brusca, se surgiu de forma gradual...

• Localização da dor: se se localizou primeiro num ponto específico do abdómen, se desde o princípio foi generalizada, se passou do abdómen para uma parte concreta do corpo (costas, ombro)...

• Tipo de dor: contínua, paroxística (com picos de intensidade máxima, tipo cólica), crescente...

• Manifestações associadas: vómitos de sangue, defecações escuras, diarreia, ausência de gases e defecações, etc.

Para saber mais consulte o seu Cirurgião Geral
Este artigo foi útil?
Artigos relacionados
Procurar Médicos
Precisa de ajuda?
Porque perguntamos?
CIRURGIÕES GERAISVer todos
Dor lombar e ciática Aparelho locomotor/exercício físico
Dor cervical Aparelho locomotor/exercício físico
Artrose Aparelho locomotor/exercício físico
Nódulos e pólipos das cordas vocais Aparelho respiratório/glândulas endócrinas
Lesões dos meniscos Aparelho locomotor/exercício físico
Tumores benignos do ovário Aparelho reprodutor/sexualidade