Meningite

É a inflamação das membranas que revestem o sistema nervoso central.

Causas

Topo

Costuma ser provocada por uma infecção originada por vários tipos de bactérias, vírus ou, em casos mais raros, fungos microscópicos. Os microorganismos costumam chegar directamente às meninges a partir de focos de infecções adjacentes (por exemplo, uma otite ou uma sinusite) ou através do sangue a partir de pontos mais afastados (sobretudo das vias respiratórias). Uma das formas mais comuns é a meningite originada pela bactéria meningococo - como é facilmente transmissível por via respiratória, costuma provocar epidemias durante períodos de maior frio. A inflamação das meninges também pode, embora com menor frequência, ser provocada por intoxicações (chumbo), reacções alérgicas, doenças vasculares ou tumores.

Manifestações

Topo

Entre as crianças, os sintomas mais frequentes são febre, com temperatura elevada, arrepios e prostração, enquanto que nos adultos as manifestações mais evidentes são dores de cabeça intensas, normalmente na fronte ou na nuca, aumentando de intensidade com os movimentos. Os vómitos são bruscos e violentos, em jacto, e não costumam ser acompanhados por náuseas, ao contrário dos de diferente origem. Na maioria dos casos, a irritação das meninges provoca uma típica rigidez da nuca, que impede a flexão da cabeça e favorece a adopção de posturas anómalas. Além disso, o paciente tem tonturas, intolerância à luz (fotofobia), grande sensibilidade cutânea que, por vezes, provoca dor ao mínimo contacto e manifesta alterações da consciência, com irritabilidade, por vezes alucinações e sonolência, podendo nos casos mais graves conduzir ao coma. Os sinais e sintomas costumam ser mais agudos nas meninges bacterianas do que nas virais, sendo mais graves na meningite tuberculosa. Na meningite meningocócica, os sinais e sintomas principais surgem com grande rapidez, numa questão de horas, o que constitui uma situação de alarme. Normalmente, a inflamação das me-ninges também costuma provocar danos no encéfalo (meningencefalite), com os sinais, sintomas e consequências próprios da encefalite.

Tratamento e prognóstico

Topo

Como a meningite é considerada uma doença grave, embora apresente na maioria dos casos uma evolução favorável, convém sempre internar o paciente. Sempre que for de origem bacteriana, o tratamento baseia-se na administração de antibióticos, associado às medidas que visam atenuar os sinais e sintomas, e no rigoroso controlo, em alguns casos numa unidade de cuidados intensivos para melhor vigiar e debelar possíveis complicações.

As meningites de origem viral costumam ser menos graves e, normalmente, são curadas ao fim de uma a duas semanas sem deixar sequelas. Todavia, as de origem bacteriana são mais graves, pois podem provocar a morte do paciente ou deixar sequelas neurológicas irreversíveis, embora se consiga obter uma rápida recuperação com um tratamento precoce.

Informações adicionais

Punção lombar

Topo

Para determinar o tipo de meningite e o microorganismo causador, costuma ser necessário colher uma amostra do líquido cefalorraquidiano, o fluido que circula entre as membranas das meninges.

Para saber mais consulte o seu Neurocirurgião ou o seu Neurologista ou o seu Neurorradiologista
Este artigo foi útil?
Artigos relacionados
Procurar Médicos
Precisa de ajuda?
Porque perguntamos?
NEUROCIRURGIÕESVer todos
NEUROLOGISTASVer todos
NEURORRADIOLOGISTAS
Dor lombar e ciática Aparelho locomotor/exercício físico
Dor cervical Aparelho locomotor/exercício físico
Artrose Aparelho locomotor/exercício físico
Nódulos e pólipos das cordas vocais Aparelho respiratório/glândulas endócrinas
Lesões dos meniscos Aparelho locomotor/exercício físico
Tumores benignos do ovário Aparelho reprodutor/sexualidade