Tosse

A tosse é um acto reflexo que, embora possa ser desencadeado voluntariamente, costuma produzir-se de maneira automática perante qualquer irritação ou obstrução na laringe, traqueia ou brônquios, desempenhando uma função defensiva, já que a sua principal finalidade consiste em eliminar qualquer obstáculo que dificulte a passagem de ar para as vias aéreas.

A tosse é um acto reflexo que, embora possa ser desencadeado voluntariamente, costuma produzir-se de maneira automática perante qualquer irritação ou obstrução na laringe, traqueia ou brônquios, desempenhando uma função defensiva, já que a sua principal finalidade consiste em eliminar qualquer obstáculo que dificulte a passagem de ar para as vias aéreas.

O reflexo, controlado por um centro nervoso situado no bulbo raquidiano, é desencadeado perante qualquer estímulo irritante, quer seja químico ou mecânico, na mucosa da laringe, da traqueia e dos brônquios: por exemplo, a inalação de pó, fumos ou gases, um processo inflamatório, um corpo estranho, a acumulação de secreções, etc.

Em primeiro lugar, produz-se uma inspiração profunda e, de imediato, os músculos respiratórios contraem-se com força; porém, no princípio, as cordas vocais localizadas na laringe mantêm-se fechadas, impedindo a saída do ar. Depois, as cordas vocais abrem-se bruscamente, o que permite que uma violenta corrente de ar que percorre as vias respiratórias arraste as partículas irritantes, as secreções ou qualquer corpo estranho até ao exterior.

E possível distinguir vários tipos de tosse, mas existem duas formas fundamentais com uma acção terapêutica diferente:

- A tosse seca, igualmente denominada improdutiva ou ineficaz, na medida em que não é acompanhada por expectoração, pode ser combatida, caso seja incómoda, através da administração medicamentos antitússicos que eliminam o reflexo, pois não provoca nenhum benefício.

-A tosse húmida, igualmente denominada produtiva ou eficaz, tendo em conta que é acompanhada por expectoração, nunca deve ser eliminada com antitússicos, pois é benéfica para expulsar as secreções acumuladas nas vias respiratórias. De qualquer forma, pode-se facilitar a eliminação de expectoração com fármacos expectorantes e fluidificantes.
Para saber mais consulte o seu Médico de Medicina Geral
Este artigo foi útil?
Artigos relacionados
Procurar Médicos
Precisa de ajuda?
Porque perguntamos?
MÉDICOS DE MEDICINA GERALVer todos
Dor lombar e ciática Aparelho locomotor/exercício físico
Dor cervical Aparelho locomotor/exercício físico
Artrose Aparelho locomotor/exercício físico
Nódulos e pólipos das cordas vocais Aparelho respiratório/glândulas endócrinas
Lesões dos meniscos Aparelho locomotor/exercício físico
Tumores benignos do ovário Aparelho reprodutor/sexualidade