Adenopatias

O termo adenopatia é utilizado para designar o aumento do tamanho de algum dos numerosos gânglios linfáticos distribuídos ao longo do organismo.

O termo adenopatia é utilizado para designar o aumento do tamanho de algum dos numerosos gânglios linfáticos distribuídos ao longo do organismo. Trata-se de pequenas formações de tecido linfóide intercaladas no seu trajecto por uma ampla rede de finos vasos, encarregues de drenar o espaço intercelular de todos os tecidos do corpo - os vasos linfáticos -, que recolhem o excesso de líquido, as impurezas e todas as partículas estranhas presentes nos interstícios tecidulares. Os gânglios linfáticos têm precisamente essa função, ou seja, eliminar as impurezas e, sobretudo, destruir os microorganismos presentes, impedindo assim a sua passagem para o sistema vascular e a sua distribuição por todo o organismo. São constituídos por abundantes glóbulos brancos, encarregues dessa função.

Os gânglios linfáticos encontram-se repartidos por todo o corpo, geralmente em grupos. Alguns estão situados a um nível superficial, imediatamente por baixo da pele, em especial no pescoço, axilas e região inguinal; outros são mais profundos, como os que existem junto aos pulmões ou no abdómen. Contudo, todos têm uma característica em comum, ou seja, o seu reduzido tamanho, com poucos milímetros de diâmetro. É por isso que se considera que um gânglio linfático está acima do seu tamanho normal quando o seu diâmetro supera os 2 cm, sendo quase sempre palpável por baixo da pele.

Informações adicionais

Adenopatias perigosas

Topo

Quando um gânglio linfático superficial aumenta de volume como consequência de um processo infeccioso comum, normalmente tem uma consistência mole, provoca dor ao ser tocado e a pele que o reveste costuma apresentar uma cor avermelhada. Com a cura da doença que provocou a adenopatia, o gânglio retoma progressivamente o normal e todas as alterações desaparecem ao longo de uma ou duas semanas. Por outro lado, o gânglio que aumenta de volume devido a uma leucemia ou a um linfoma costuma ter uma consistência mais dura, não provoca dor, nem vermelhidão da pele e não tende a recuperar o seu tamanho normal, persistindo indefinidamente e podendo continuar a crescer. Embora muitas vezes não cause desconforto ao paciente, é aconselhável uma rápida consulta ao médico, para que este determine a origem.



Para saber mais consulte o seu Hematologista
Este artigo foi útil?
Artigos relacionados
Procurar Médicos
Precisa de ajuda?
Porque perguntamos?
HEMATOLOGISTAS
Dor lombar e ciática Aparelho locomotor/exercício físico
Dor cervical Aparelho locomotor/exercício físico
Artrose Aparelho locomotor/exercício físico
Nódulos e pólipos das cordas vocais Aparelho respiratório/glândulas endócrinas
Lesões dos meniscos Aparelho locomotor/exercício físico
Tumores benignos do ovário Aparelho reprodutor/sexualidade