Queratite

A queratite é uma inflamação da córnea, por vezes estendida à conjuntiva (queratoconjuntivite).

Causas

Topo

Embora a inflamação da córnea tenha várias causas, normalmente, é provocada por uma infecção, muitas vezes propagada da conjuntiva. Embora os microorganismos responsáveis pela infecção sejam muito diversos (tanto bactérias, como vírus), é possível destacar o responsável pelo herpes simplex localizado na região ocular (queratite herpética) e os vírus que originam a denominada queratoconjuntivite epidémica, muito contagiosa. Entre outras causas, destacam-se igualmente os traumatismos oculares, que podem lesionar a córnea, provocar uma úlcera e originar uma inflamação, a exposição intensa aos raios ultravioleta do sol (queratite actínica) ou à luz das soldaduras. Por último, a ausência de líquido lacrimal, independentemente do motivo, provoca um défice de lubrificação da córnea e a consequente dessecação dos seus tecidos, o que origina um processo inflamatório.

Manifestações

Topo

A inflamação do tecido da córnea manifesta-se através de dor, por vezes muito intensa, vermelhidão no olho, sobretudo no rebordo da córnea, incómodo devido à luz (fotofobia) e sensação de secura. A evolução do problema é muito variável: ainda que, em muitos casos, seja favorável, permitindo a renovação total do tecido afectado, por vezes, origina uma reacção cicatricial que provoca perda da transparência da córnea. Nos casos mais graves, as cicatrizes da córnea são muito extensas e comprometem a visão, pois impedem a passagem dos raios luminosos para o interior do globo ocular.

Tratamento

Topo

O tratamento da queratite está intimamente relacionado com a sua causa. Caso seja provocada por um processo infeccioso, costuma-se recorrer, de acordo com o tipo de microorganismo responsável, à utilização de antibióticos ou antivirais. Caso o processo inflamatório provoque cicatrizes na córnea que dificultem consideravelmente a visão, a única solução corresponde ao transplante de córnea.

Informações adicionais

Úlcera da córnea

Topo

Os traumatismos oculares, as lesões provocadas por elementos de superfície irregular ou pontiaguda e os impactos com corpos estranhos podem originar a perda do tecido da córnea. Embora, por vezes, seja uma ligeira sensação de artrito, que provoca a desunião da superfície da córnea, sendo neste caso designada abrasão, noutros casos, origina uma solução de continuidade dos tecidos da córnea - uma úlcera. O acidente, por mais ligeiro que seja, provoca sempre dor, normalmente aguda, evidente intolerância à luz e, normalmente, uma contracção espasmódica das pálpebras.

O tratamento compreende a aplicação de colírios anestésicos para eliminar a dor e antibióticos para prevenir as infecções, associada à utilização de pensos oculares oclusivos para garantir a sua permanência em repouso, durante um tempo variável. Normalmente, o tecido da córnea renova-se em poucos dias e, apesar de o problema ser muito incómodo e alarmante, não costuma provocar cicatrizes, a menos que o problema se complique com uma infecção.

Para saber mais consul
Este artigo foi útil?
Artigos relacionados

A PHP Error was encountered

Severity: Notice

Message: Undefined variable: frase_medicos_especialidade_38

Filename: artigo/enciclopedia.php

Line Number: 416

Dor lombar e ciática Aparelho locomotor/exercício físico
Dor cervical Aparelho locomotor/exercício físico
Artrose Aparelho locomotor/exercício físico
Nódulos e pólipos das cordas vocais Aparelho respiratório/glândulas endócrinas
Lesões dos meniscos Aparelho locomotor/exercício físico
Tumores benignos do ovário Aparelho reprodutor/sexualidade