Doenças dos ossos

O esqueleto pode ser afectado por várias doenças, algumas delas muito perigosas, caso não sejam detectadas e tratadas prematuramente.

Como são formados por um tecido vivo e em constante renovação, os ossos podem   ser afectados por doenças de características semelhantes às que se manifestam noutros órgãos. Este dado é extremamente importante, já que embora exista quem considere erradamente que os ossos são estruturas rígidas e inertes que apenas podem ser danificadas através de traumatismos, existem vários exemplos que provam o contrário.

Na verdade, um osso pode ser, por exemplo, afectado por uma infecção, ou osteomielite, que pode ser tão ou mais perigosa do que a provocada por outros processos semelhantes noutros sectores do organismo.

O esqueleto também pode ser afectado por doenças próprias do esqueleto, originadas pela estrutura específica dos ossos e com consequências características, como é o caso da osteoporose, da doença de Paget, do raquitismo e da osteomalacia, patologias que ao provocarem a perda de solidez e resistência dos ossos tendem a originar uma especial sensibilidade às fracturas e deformações ósseas.

Para além disso, existem algumas perturbações dos ossos que, devido ao facto de serem congénitas, provocam problemas muito graves, como é o caso da osteogénese imperfeita, ou alterações anatómicas características, como é o caso do nanismo consequente da acondroplasia.

Por fim, é preciso referir que existem determinados tumores, benignos e malignos, que se podem desenvolver nos ossos, necessitando de um diagnóstico precoce e do seu tratamento adequado. Em suma, como a patologia dos ossos é muito distinta e de diversa natureza, convém abordar as principais doenças dos ossos.
Para saber mais consulte o seu Ortopedista ou o seu Reumatologista
Este artigo foi útil?
Artigos relacionados
ORTOPEDISTASVer todos
REUMATOLOGISTASVer todos
Dor lombar e ciática Aparelho locomotor/exercício físico
Dor cervical Aparelho locomotor/exercício físico
Artrose Aparelho locomotor/exercício físico
Nódulos e pólipos das cordas vocais Aparelho respiratório/glândulas endócrinas
Lesões dos meniscos Aparelho locomotor/exercício físico
Tumores benignos do ovário Aparelho reprodutor/sexualidade