Biopsia renal

A biopsia renal é uma técnica de diagnóstico que consiste na obtenção de uma amostra de tecido do rim para posteriormente se proceder no laboratório ao seu estudo histológico, de modo a que através da sua observação ao microscópio se consiga determinar as alterações que possa apresentar.

A biopsia renal é uma técnica de diagnóstico que consiste na obtenção de uma amostra de tecido do rim para posteriormente se proceder no laboratório ao seu estudo histológico, de modo a que através da sua observação ao microscópio se consiga determinar as alterações que possa apresentar. Deve-se recorrer a esta técnica apenas quando se suspeita de uma lesão difusa dos rins e não seja possível chegar ao diagnóstico definitivo através de outros meios, para que assim se possa averiguar a sua exacta natureza, estabelecer o seu prognóstico e seleccionar o tratamento mais adequado. Entre as principais indicações da biopsia renal destacam-se a proteinúria (presença de proteínas na urina) persistente, a hematúria (presença de sangue na urina) frequente, a insuficiência renal aguda de causa inexplicável ou prolongada duração, a síndrome nefrótica e as alterações renais produzidas durante determinadas doenças sistémicas. Contudo, como se trata de uma técnica invasiva com várias contra-indicações, apenas é realizada em casos específicos — após a avaliação das vantagens e dos inconvenientes, pode considerar-se a intervenção plenamente justificada.

A amostra de tecido renal pode ser obtida através de duas formas. Uma delas, a mais comum, corresponde a biopsia renal percutânea, que deve ser realizada através de uma punção, com uma agulha oca especialmente composta por um dispositivo cortante, na parede lombar, após se determinar a localização do rim através de técnicas radiológicas ou ecográficas e sob anestesia local. A outra forma corresponde a biopsia cirúrgica aberta, realizada através de uma pequena intervenção na zona lombar que permite aceder directamente ao rim, embora apenas se deva realizar esta técnica quando não for possível recorrer ao método anterior.
Para saber mais consulte o seu Nefrologista ou o seu Urologista
Este artigo foi útil?
Artigos relacionados
NEFROLOGISTASVer todos
UROLOGISTASVer todos
Dor lombar e ciática Aparelho locomotor/exercício físico
Dor cervical Aparelho locomotor/exercício físico
Artrose Aparelho locomotor/exercício físico
Nódulos e pólipos das cordas vocais Aparelho respiratório/glândulas endócrinas
Lesões dos meniscos Aparelho locomotor/exercício físico
Tumores benignos do ovário Aparelho reprodutor/sexualidade