Tumores benignos

Os tumores benignos da faringe afectam, sobretudo, jovens adultos e a sua erradicação não costuma ser difícil.

Tipos e causas

Topo

0 único tumor benigno relativamente frequente é o angiofibroma juvenil ou fibroma nasofaríngeo, que surge quase sempre nos jovens durante a puberdade. Este tumor composto por células do tecido conjuntivo que, por razões desconhecidas, se multiplicam a uma velocidade muito maior do que a normal e, como é comum nos tumores benignos, não invadem os tecidos vizinhos, nem se propagam aos tecidos afastados. As causas do angiofibroma juvenil são desconhecidas. Contudo, provável que as hormonas sexuais intervenham no seu desenvolvimento, pois a doença afecta quase sempre os jovens durante a puberdade e a sua remissão espontânea costuma acontecer sensivelmente entre os 25 e os 30 anos de idade.

Manifestações e tratamento

Topo

0 tumor costuma localizar-se na parede posterior do segmento superior da faringe, ou nasofaringe, numa área próxima das entradas das fossas nasais e das trompas de Eustáquio, canais que estabelecem a comunicação entre a faringe e o ouvido médio.

Manifestações. Os sintomas surgem de acordo com o crescimento do tumor e a obstrução a passagem do ar inspirado pelo nariz. Uma das manifestações iniciais mais frequentes é a tendência para hemorragias nasais espontâneas e repetidas, provocadas pela ruptura dos pequenos vasos sanguíneos presente neste tumor benigno. As hemorragias costumam ser pouco intensas, mas produzem-se com muita frequência, de tal modo que podem provocar uma anemia.

Uma outra manifestação habitual é a obstrução nasal, unilateral ou bilateral, provocando frequentemente modificações no tom de voz. Quando o tumor fica mais volumoso, pode comprimir algumas estruturas vizinhas e originar outros sintomas, como perda de audição e dores de cabeça.

Tratamento. Caso os sintomas não sejam significativos, o angiofibroma juvenil não necessita de tratamento específico, pois na maioria dos casos regride espontaneamente após a adolescência. Por outro lado, em caso de obstrução nasal significativa ou dores de cabeça e manifestações auditivas, ou quando as hemorragias nasais são muito frequentes, o fibroma deve ser removido cirurgicamente

Extracção cirúrgica

Informações adicionais

Extracção cirúrgica

Topo

A extracção cirúrgica do angiofibroma juvenil é apenas indicada quando provoca manifestações consideráveis

Na maioria dos casos, o tumor desaparece espontaneamente entre os 25 e os 30 anos.

Como não é fácil, geralmente, aceder ao tumor através da faringe, a operação consiste na realização de uma incisão numa das faces laterais do nariz, para depois se proceder a total extracção do tecido tumoral.

Segundo dados estatísticos, em cerca de 80% dos casos obtém-se a cura total e definitiva. Por outro lado, nos restantes casos, embora possa haver recorrência ao fim de algum tempo, quase sempre acaba por ceder definitivamente ao fim de alguns anos.

Precaução

Topo

Em caso de hemorragias nasais repetidas...

Convém consultar o médico para determinar a origem, pois pode-se tratar de uma patologia banal, como também pode ser um problema bastante sério, o qual deve ser detectado o mais rápido possível.

Para saber mais consulte o seu Otorrinolaringologista
Este artigo foi útil?
Artigos relacionados
OTORRINOLARINGOLOGISTASVer todos
Dor lombar e ciática Aparelho locomotor/exercício físico
Dor cervical Aparelho locomotor/exercício físico
Artrose Aparelho locomotor/exercício físico
Nódulos e pólipos das cordas vocais Aparelho respiratório/glândulas endócrinas
Lesões dos meniscos Aparelho locomotor/exercício físico
Tumores benignos do ovário Aparelho reprodutor/sexualidade